Seu orçamento familiar em dia com essas 5 dicas

Ficar em dia com o orçamento familiar, isto é, conseguir pagar todas as despesas e ainda possuir algum dinheiro para planejamentos futuros, parece ser algo impossível de ser alcançado para muitas famílias brasileiras. Ainda mais, se levarmos em conta os diversos fatores que compõem o orçamento de uma família, como, por exemplo, o seu padrão de vida e os desejos e aspirações de seus integrantes.

Para que uma família consiga manter as finanças em equilíbrio, é fundamental que a mesma consiga organizar e planejar o seus gastos e poupanças de forma eficaz. A sua eficácia dependerá, antes de tudo, da boa disposição dos integrantes e de organizar e planejar um documento que mostre a real situação do orçamento familiar.

Um orçamento familiar, se bem organizado, é capaz de trazer valiosos esclarecimentos sobre as finanças da família. Além de ser essencial na hora de tomar decisões sobre como administrar o dinheiro da família.

Saber como organizar o orçamento, à primeira vista, soa complicado. Pois, para garantir que a organização seja bem feita, precisa e segura, é necessário que todos os integrantes da família estejam dispostos a gastar tempo e energia para colaborarem com a sua organização.

Tendo isso em mente, reunimos neste artigo cinco dicas para facilitar o processo de organização.

Analise o orçamento de sua família

Fazer uma análise do orçamento de sua família é o primeiro passo para poder ficar em dia com o mesmo. Para isso, reúna-se com seus familiares e peça para que cada um contribua para a organização do orçamento. Faça, então, uma planilha contendo os ganhos e gastos de cada membro.

É importante que os dados, principalmente aqueles relativos às despesas, sejam transparentes. Para isso, é importante que você verifique as contas, os boletos, os extratos de bancos e cartões de crédito e até recibos de lojas e supermercados.

Você terá, com os dados obtidos, um panorama sobre a situação financeira familiar. É muito comum, durante esta etapa, tomar um susto com a quantidade de despesas. Porém, é importante manter a calma! Ao tomar consciência dos gastos, você poderá entender quais despesas podem ser cortadas e por onde deve começar a economizar.

Anúncios

Faça um planejamento das despesas

Essa dica é importantíssima para que o orçamento familiar não saia do seu controle! Ao ter clareza sobre quais são os gastos de sua família, você planejar melhor os gastos futuros.

Portanto, faça uma distinção entre gastos necessários e supérfluos. Calcule como essas despesas serão distribuídas ao longo do tempo. Então planeje, da forma mais precisa possível, as despesas a curto, médio e longo prazo.

Estabeleça metas para as suas poupanças

Por mais que seja importante dar prioridade às despesas essenciais de sua família, é ideal dar um lugar para no orçamento familiar para alguns gastos não essenciais. Esses gastos podem ser pensados como uma recompensa pela cooperação da família par com o orçamento.

Essas recompensas devem ser planejadas como custos futuros, e só devem ser realizadas se os gastos essenciais de sua família estiverem em dia com o que foi planejado anteriormente.

Além disso, é importante que a recompensa seja escolhida pela família, de modo que a mesma possa satisfazer a todos. A recompensa pode ser um jantar, uma festa ou até mesmo uma viagem!

Busque novas fontes de renda

Avaliar os gastos e cortar despesas desnecessárias do orçamento familiar é um importante passo na hora organizar e transformar o orçamento familiar. Mas, além dos cortes, uma outra possibilidade de transformação orçamentária é buscar novas fontes de renda para a sua família.

As atuais circunstâncias provocadas pela pandemia do Covid-19 trouxeram diversas fragilidades ao sistema econômico. Todavia, a partir da crise muitas pessoas buscaram novas formas de garantir uma renda extra, principalmente oferecendo serviços online.

Tendo isso em mente, converse com sua família e busque, em conjunto, tentar encontrar alternativas para construir múltiplas fontes de renda. Isso poderá gerar riqueza, trazer uma segurança maior para situações extremas e, ainda, ter menos risco de sofre desamparo financeiro.

Faça investimentos

Uma boa parte do orçamento familiar deve ser destinado aos investimentos financeiros. Independente do propósito que será dado ao dinheiro, não faz sentido guardá-lo sem ao menos ter uma correção inflacionária.

Portanto, é importantíssimo saber escolher qual a melhor forma de investir o seu dinheiro. Isso requer algum estudo e conhecimento sobre as possibilidades de investimentos. São muitas as alternativas! Pode-se dizer que há uma alternativa para cada perfil de investidor. Por isso, é importante avaliar, junto a sua família, quais tipo de investimento melhor se adapta ao seu orçamento familiar.

Após essas dicas, você deve ter percebido que organizar o orçamento é até trabalhoso, mas não é nenhum bicho de sete cabeças! Basta que toda família se dedique e se esforce em cumprir o planejamento e as metas propostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.