Setores que mais cresceram durante a crise

Muitos foram os setores da economia afetados pela pandemia e com a imposição de quarentenas para conter o avanço do coronavírus. Os setores de turismo, eventos físicos e de bares e restaurantes, são exemplos.

Alguns setores, no entanto, foram na contramão da crise, e estão crescendo bastante durante a pandemia. No post de hoje, vamos falar quais são esses setores e o que eles têm feito para lucrar durante a pandemia.

Exercícios físicos via internet

Já que as academias foram fechadas por causa do novo coronavírus, as pessoas estão buscando formas de adaptar a rotina de atividades físicas para dentro de casa. O volume de buscas por ferramentas online, como aulas de yoga via chamada de vídeo, e equipamentos para a prática de exercícios são um reflexo desse aumento de interesse.

O aplicativo estadunidense Peloton, um dos maiores do ramo, teve uma alta de 9,2% em suas ações no início de março e chegou a 60% no mês de abril. A Aaptiv, um outro aplicativo do mesmo ramo, também constatou um aumento de 50% do público.

A Centauro, rede varejista brasileira de equipamentos esportivos, anunciou que o volume de vendas online aumentou. Os equipamentos mais buscados foram os apoios para flexão de braço e as bicicletas para spinning.

Plataformas de streaming

Com a adesão ao isolamento social, as pessoas estão buscando meios para se entreterem durante a quarentena. Portanto, o setor de streaming de vídeo, como a Netflix, estão crescendo muito durante a crise.

O serviço de streaming da Disney, o Disney+, cresceu 43,5% somente no mês de fevereiro, quando as discussões sobre a necessidade da quarentena ainda estavam começando. O valor da empresa estava estimado em US$ 46,7 bilhões antes da pandemia e, atualmente, o seu valor está estimado em US$ 54 bilhões depois do dia 7 de abril, de acordo com dados do Well Fargo.

O Hulu, que também é um grupo de streaming da Disney, apresentou um crescimento de 22%. A plataforma, que anteriormente estava avaliada em US$ 22,2 bilhões, passou a valer US$ 27,1 bilhões.

Anúncios

A Netflix, por sua vez, teve um crescimento surpreendente. De acordo com os dados divulgados pela própria empresa no dia 21 de abril, houve um aumento de 15,77 milhões de novas assinaturas. O aumento de assinantes fez a empresa ter uma receita de US$ 5,77 bilhões no trimestre.

Setor de jogos eletrônicos

A indústria dos jogos eletrônicos está seguindo o mesmo ritmo de crescimento dos demais setores de entretenimento virtual.

O Steam, a principal plataforma de venda de jogos eletrônicos, está com um número cada vez maior de usuários online. Em março, foram registrados mais de 20 milhões de jogadores online, ultrapassando o recorde anterior, que era de 19 milhões.

Delivery de comida e supermercado

O isolamento social também trouxe o crescimento dos aplicativos de delivery. Esse setor da economia tinha como público, no período anterior a pandemia, pessoas que buscavam conforto e praticidade, porém, atualmente ele agora é essencial para muitas pessoas que estão em casa, para evitar uma possível infecção.

O aplicativo Rappi, que faz entrega produtos de restaurantes e de supermercados, registrou um aumento de 3 vezes no número de pedidos desde março. O Uber Eats também registrou crescimento, sendo que o número de restaurantes cadastrados aumentou em 10 vezes desde o mesmo período.

Além disso, os aplicativos estão gerando renda, especialmente para bares e restaurantes, e emprego, já que o número de entregadores cadastrados nos aplicativos também aumentou.

Ferramentas para vídeo chamadas

Com a suspensão das aulas presenciais e a adesão ao home office, as empresas responsáveis por aplicativos de vídeo conferencia observaram crescimento em seu ramo de negócios.

O Zoom provavelmente é a ferramenta que mais se popularizou. Até o início de março, a plataforma tinha 190 milhões de usuários a mais que em dezembro de 2019. As ações da empresa chegaram a custar US$ 150,25 no final de abril, sendo que em janeiro elas custavam e torno de US$ 68.

O Skype, a plataforma de vídeo chamadas da Microsoft, teve 70% de crescimento somente no mês de março. O Hangouts Meet, que é a plataforma da Google, também percebeu um crescimento. Segundo a empresa, o crescimento foi 25 vezes maior em relação ao início do ano.

Produtos de limpeza e higiene

A necessidade de se prevenir contra a Covid-19 fez elevar a busca por produtos de limpeza antissépticos, além de produtos para a higiene.

Para se ter uma noção dos números, a Ebit, empresa que mede a reputação de lojas virtuais, e a Nielesen, plataforma de análise de mercado, divulgaram que a venda de produtos antissépticos, durante a última semana de fevereiro e a primeira de março, cresceu em 623%.

Graças ao aumento, muitos produtos higiênicos começaram a faltar em algumas cidades e regiões. O álcool em gel é o maior exemplo dentre eles.

 

E aí, gostou do post? Então compartilhe para que mais pessoas possam ver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.