Melhor maneira de pagar o cartão de crédito em 7 dicas

O cartão de crédito é uma excelente ferramenta na hora de fazer compras e pode, ainda, trazer vários benefícios. Com disciplina e bom planejamento, é possível fazer compras online, parcelar compras grandes e gerar milhas de viagem.

Uma má administração, entretanto, fará com que o cartão vire um pesadelo, transformando-se em uma fonte de dívidas que difíceis de serem pagas.
Com o intuito de auxiliar aqueles que devem no cartão, reunimos 7 dicas úteis para se organizar e conseguir pagar todas as dívidas do seu cartão.

Dica 1 – Pare de fazer compras utilizando o cartão de crédito

Para começar a organizar sua vida financeira e se livrar do acúmulo de dívidas, você vai precisar deixar o crédito de lado. Faça isso para evitar que mais dívidas apareçam, e para que assim você se concentre apenas nas suas pendências. Evitar novas dívidas é o primeiro passo para organizar suas finanças.

Dica 2 – Organize e reúna todas as suas dívidas

Agora é a hora de organizar todas as suas dívidas para, em seguida, definir quais serão as suas prioridades.

Vamos lá! Separe todas as suas faturas que precisam ser pagas. Analise muito bem quais foram os seus gastos e não deixe de acrescentar nenhum valor à soma total da dívida.
Esta dica, além de te ajudar a pagar o cartão, pode ser bem útil para você planejar seus gastos futuros. Ter consciência de quais são seus gastos é importante para evitar gastos supérfluos e novas dívidas.

Dica 3 – Defina quais devem ser as suas prioridades

Depois de organizar todas as dívidas, chega a hora de avaliá-las e definir quais você deve pagar primeiro. Caso seu nome esteja sujo com o banco, é interessante dar prioridade à sua dívida com o mesmo. Dívidas com bancos são muito prejudiciais! Pode acontecer de, por exemplo, você perder o poder de ter limites de crédito e de compra.

Sendo assim, fique atento ao seu orçamento. Organize-se de uma forma em que seja possível economizar o suficiente para ficar livre da dívida bancária o mais rápido possível.

Dica 4 – Busque o melhor parcelamento e fique atento ao acordo.

É bem possível que o seu banco tentará fazer um acordo para você pagar a sua dívida. Portanto, é recomendável que você preste bastante atenção a isso, pois o valor oferecido no acordo pode ser muito maior que o da sua dívida. Fique atento aos juros cobrados pelo banco.

Anúncios

Tente negociar insistentemente com o banco. Busque parcelar o valor que você está devendo, de preferência com a menor taxa de juros possível.

Dica 5 – Peça um empréstimo

Existe a possibilidade de você pedir um empréstimo para pagar à vista sua dívida com o banco. Esta dica só recomendada se você conseguir algum desconto para pagar sua dívida à vista.

Pedir um empréstimo exige certa cautela, por isso, fique atento aos juros que serão cobrado pelo empréstimo. Avalie se os juros serão menores do que os que estão sendo cobrados pelo banco. Verifique também se o empréstimo não irá complicar ainda mais sua vida financeira.

Caso o empréstimo lhe pareça mais viável e econômico, faça-o e fique livre da sua dívida com o cartão.

Dica 6 – Organize suas finanças

Só existe um jeito de não acumular dívidas e evitar problemas com cartões de crédito; ter controle sobre suas finanças. É necessário ter conhecimento de toda a movimentação de seu dinheiro, saber de que forma ele entra no seu bolso e como ele sai.

Sabendo que existem inúmeras formas de organizar suas finanças, você precisará, primeiramente, descobrir qual a melhor forma para você conseguir fazer isso. Pode ser por meio de uma planilha ou através de aplicativos para celular, já que existem muitas opções gratuitas e fáceis de utilizar.

Dica 7 – Tome conta de seu dinheiro

Chegou a hora de cuidar bem do seu dinheiro. Com o controle das suas finanças, você irá gerir seu patrimônio com mais segurança e evitará contrair novas dívidas. Pense em quais investimentos podem ser feitos com o seu dinheiro, em como ele gerará renda para você e sua família.

Não se esqueça manter o cuidado com o cartão de crédito. Evite ter mais de um cartão de crédito. Fique também atento a anuidade, busque cartões com anuidade zero. Observe também os limites do cartão, lembre-se que ele deve ser de, no máximo, 50% do seu salário.

Evite parcelar suas compras, principalmente se o preço do produto desejado for mais barato se pago à vista. Evite atrasos, sempre pague a fatura integralmente. Pagar o mínimo da fatura acarretará no acúmulo novas dívidas, então, não faça isso.

Não se esqueça de sempre verificar o saldo de seu cartão, para não tomar um susto quando a fatura chegar. Lembre-se de utilizá-lo somente para quando for realmente necessário!

E aí, gostou do post? Então comente e compartilhe para que mais pessoas também possam ver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.